Antisemitismo

O Gueto de Varsóvia é agora virtual

Como uma mensagem de Páscoa jogou luzes sobre o antissemitismo polonês.


Embaixadora dos EUA na Polônia, Georgette Mosbacher (D), durante a cerimônia por ocasião do Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto no monumento aos Heróis do Gueto em Varsóvia, Polônia, 27 de janeiro de 2019.

O TWITTER DA DISCÓRDIA

Ao contrário da Páscoa cristã, que é celebrada num único dia, a Páscoa judaica estende-se por 8 dias. Como há diferenças entre o calendário judaico e o ocidental, nem sempre há coincidência entre as datas. Em 2019, houve. A Páscoa Cristã foi comemorada a 21 de abril e a judaica de 19 a 27.

E foi dentro deste espírito pascal que Georgette Mosbacher, embaixadora dos Estados Unidos na Polônia, usou o Twitter para desejar Boa Páscoa, tanto para os judeus quanto para os cristãos poloneses.

Na mensagem destinada aos judeus, a embaixadora escreveu: “Por ocasião do Pessach, a comemoração da noite em que os israelitas deixaram a escravidão egípcia, desejo-lhes paz e um alegre feriado!” E concluiu sua mensagem desejando Feliz Páscoa em hebraico e em inglês: “Chag Pesach Sameach” e “Happy Passover!”

Tão logo a mensagem foi tuitada, o Twitter da embaixadora acabou inundado de protestos.

“Nós poloneses celebramos a paixão e a morte de Cristo. Eu acho que sua embaixada erra e penso que a senhora embaixadora deveria trabalhar em Israel”, escreveu uma internauta. “Você confundiu o Estado, nós celebramos a sexta-feira santa!”, disse outra.

“Somente católicos vivem na Polônia!”; “A senhora é embaixadora na Polônia e não em Israel”, pode-se ler também nos comentários.

As mensagens não se limitam estranhar o fato da embaixadora ter desejado Feliz Páscoa aos judeus, mas aproveitam também para destilar mensagens agressivas, misturadas, evidentemente, com expressões antissemitas: “Isso [história do Êxodo] é apenas um conto de fadas, insetos estúpidos!”

Houve também que levantasse a suspeita de se tratar de um perfil falso, ao que um internauta respondeu: “Infelizmente, o perfil é real. Nossos aliados americanos [dizem] que nos respeitam, mas se atenderem às reivindicações dos judeus, poderemos ter tropas dos EUA [na Polônia] e cancelamentos de Vistos. A [embaixadora] tem feito isso nos últimos 4 anos. Ela deveria ter sido expulsa da Polônia há muito tempo.”

Além das críticas à atuação diplomática de Georgette Mosbacher, há quem sugira que ela deixe de ser embaixadora na Polônia e transfira-se para Israel: “Para mantermos as bases americanas [na Polônia] devemos nos dobrar diante da ignorância dessa senhora insolente? Então, devemos tolerar essa petulância e ficarmos em silêncio? É um absurdo!”, diz um dos comentários; enquanto outro sintetiza: “Parabéns por assumir o posto [de embaixadora] em Israel, a senhora sentirá a nossa falta”, ironizou por fim outro internauta.

O simples fato de desejar Boa Páscoa para os judeus, fez o mundo desabar sobre a cabeça da embaixadora. O que a maioria dos agressores virtuais, os tais “haters” parecem desconhecer, é que Georgette Mosbacher é judia. Quando isso vier à tona, ela dificilmente ela conseguirá sair deste novo Gueto de Varsóvia.

ANDS

CLIQUE ABAIXO, FAÇA UMA DOAÇÃO E AJUDE O NOTÍCIAS DE SIÃO.

Faça sua doação para apoiar o Notícias de Sião
donate-jpg

2 respostas »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s