Breaking News

FORÇAS DE DEFESA DE ISRAEL PREPARADAS PARA O DIA DA INDEPENDÊNCIA

“As Forças de Defesa de Israel (FDI) tudo farão para garantir que o Dia da Independência seja tranquilo e que os cidadãos de Israel possam aproveitar o feriado. As FDI estão preparadas para qualquer cenário, de modo que os cidadãos de Israel possam celebrar adequadamente o 70º Aniversário da Independência.”

O comunicado foi feito na manhã desta terça-feira, 17, por um funcionário do serviço de segurança israelense em função das ameaças que pairam no ar, nomeadamente as ameaças vindas de Teerã, que promete retaliar a derrubada de um drone no passado mês de fevereiro.

Segundo o comunicado, as IDF têm desde já preparada uma estratégia para responder às potenciais retaliações da Força Quds, o braço militar do Exército dos Guardiões da Revolução Islâmica.

Israel vem se preparando para um possível ataque retaliatório da Força Quds, depois de detectar a presença de uma unidade aérea na Síria. As investigações mostram que este grupo tem condições de alcançar o território israelense com o uso de drones, rockets e até mesmo mísseis.

A movimentação iraniana em território sírio leva a crer que os persas não estão dispostos mais a esperar apenas pela ação dos seus aliados no terreno, o grupo terrorista Hezbollah. Essa nova tomada de posição parece ter sido idealizada

A nova estratégia iraniana está sendo conduzida pelo comandante da Força de Quds, o General Qasem Soleimani, que tem ligações direta com o aiatolá Ali Khamenei, supremo líder político e religioso iraniano.

A Força Aérea da Guarda Iraniana não dispõe de caças de combate, mas sim de aeronaves de outros tipos, como os drones, que além de servir para coletar informações podem também ser utilizados em ataques aéreos.

No mês passado, logo depois de detectada a presença de um drone iraniano sobrevoando o espaço aéreo israelense, as FDI derrubaram a aeronave não tripulada e depois atacaram a Base T-4, local à partir de onde o drone era operado.

A base neutralizada ficava a sudeste da cidade de Homs e operador do engenho era o comandante da unidade de drones da Força Quds, coronel Mehdi Dehghan.

Dehghan morreu no ataque.

ANDS | YNET

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s