Antisemitismo

LÍDER ISLÂMICO DIZ QUE O IRÃ PODE DESTRUIR ISRAEL

O representante do líder supremo do Irã na Força Quds alertou na tarde desta quinta-feira, 12, que “o Irã pode destruir Israel” a qualquer momento. A Força Quds, também conhecida como Força Ghods, é uma unidade especial do Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica do Irã e o seu líder é o clérigo Ali Shirazi.

Ao longo das últimas décadas Teerã vem, repetidas vezes, ameaçando a “exterminar o Estado de hebraico” e a “empurrar os judeus para o mar”.

Israel tem mantido as suas fronteiras sob constante vigilância, neutralizando qualquer tentativa inimiga de construção de estruturas que permitam colocar em risco a segurança dos cidadãos israelenses.

A situação tem vindo a se agravar deste o início da guerra civil síria, em janeiro de 2011. Aproveitando o caos instalado no país vizinho, o Irã vem se aproximando perigosamente do território israelense.

Como ação preventiva, Israel localiza e destrói toda e qualquer instalação militar de onde partam ataques contra o seu território. Normalmente são instalações operadas por militantes do Hezbollah que com apoio iraniano veem construindo plataformas para o lançamento de ataques contra cidades israelenses.

Nas últimas semanas o quadro agravou-se depois que Israel abateu um drone iraniano que sobrevoava o Norte de Israel. Na sequência da neutralização do drone, Israel usou dois caças F-16 para arrasar a base de onde a aeronave era operada. Na ação morreram 14 militares, um deles iraniano.

Na ameaça desta quarta-feira, Ali Shirazi disse que Israel deve evitar cometer “erros estúpidos” se quiser continuar a existir.

“Se Israel quiser continuar sua existência traiçoeira, deve evitar medidas estúpidas. Se der razões para agirmos, Tel Aviv e Haifa serão destruídas. O Irã pode sim destruir Israel”, concluiu o clérigo.

Não se sabe ao certo o número de operacionais iranianos atuando neste momento em território sírio, mas é certo que guerrilheiros do Exército dos Guardiães da Revolução Islâmica do Irã estão assessorando as tropas islâmicas do Hezbollah no combate às tropas islâmicas do Daesh.

Embora seja uma guerra fratricida, de árabes contra árabes, apoiada por russos e persas, ambos têm um alvo em comum: Israel. E como o Estado Hebraico está ali, a poucos quilômetros das atrocidades árabes, resta às Forças de Defesa de Israel apenas observar a sangrenta luta islâmica e a proteger o seu próprio povo.

ANDS

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s