Curiosidades

PORTUGAL CADA VEZ MAIS JUDAICO

O PRIMEIRO HOTEL LUSO-ISRAELENSE SERÁ NA CIDADE DO PORTO

Há israelenses investindo milhões de euros na cidade do Porto, no norte de Portugal. O interesse pela segunda maior cidade do país cresceu de tal forma que está a ser planejado a construção de um hotel voltado especificamente para atender turistas judeus.

O Jornal de Notícias, um dos maiores jornais de Portugal, informou que há duas semanas o empresário israelense Mordehay Mizrahi adquiriu dois prédios no centro histórico do Porto, onde pretende instalar um hotel dentro dos padrões judaicos, ou seja, com cozinha e restaurante kosher. Um outro investidor, David Ben Dahan comprou, no mês passado, um terreno no valor de 300 mil euros, com o objetivo de construir um edifício de 16 apartamentos de dois quartos, num investimento que ronda os dois milhões de euros.

À frente dos dois negócios está um empresário português de origem israelense chamado Eliran Graedge. Vivendo em Portugal há 11 anos, Graedge é sócio de uma empresa que se dedica à restauração de edifícios antigos. “Num ano, tivemos perto de dez investidores israelenses a trabalhar conosco no Porto”, disse o luso-israelense ao Jornal de Notícias.

Graedge disse que “os judeus gostam de negociar e no Porto podem fazer-se grandes negócios”. Acrescentou ainda que além de dispor de um bom dinheiro, os judeus têm a prática de investir das mais diversas formas, inclusive em imóveis.

Para Graedge, em Israel não é difícil encontrar chefes de família que aos 45 anos já tenham meio milhão de euros, algo incomum em Portugal, mas não tão surpreendente na Terra Santa.

A escolha de Portugal como um todo e da cidade do Porto em particular, como pontos ideais para o investimento judaico se explica também pela facilidade na obtenção da nacionalidade portuguesa, através da comprovação de descendência sefardita.

LEIA TAMBÉM: PORTUGAL SEMI-KOSHER

O interesse pelo passado judaico de Portugal já vem motivando um crescente aumento do turismo histórico-religioso entre os judeus, fato já destacado numa reportagem anterior do Notícias de Sião. Agora, o boom que começou com o turismo estendeu-se também para o setor imobiliário. E esta confluência de fatores acabará por fazer surgir nos próximos cinco anos um bairro totalmente judaico na cidade do Porto. Esta é a opinião de Eliran Graedge. E o ponto de partida será a construção do hotel até o final de 2018.

DO PORTO JUDEU AO PORTO DOS JUDEUS

Nos Açores há um povoado chamado Porto Judeu. Trata-se de uma vila localizada no concelho de Angra do Heroísmo, na costa sudeste da Ilha Terceira. Há duas versões para o nome desta vila, ambas com origem na chegada Jácome de Bruges, o primeiro capitão donatário da ilha, em 1458.

A primeira versão diz que o mar estava extremamente revolto e de difícil atracagem. E como àquela época era comum chamar de “judeu” tudo o que de mal acontecesse, Jácome de Bruges teria por isso dado ao local o nome de Porto Judeu.

A segunda versão diz que no navio onde se encontrava Jácome de Bruges havia também um marinheiro judeu. O capitão teria se voltado para ele e dito: “Salta, judeu, senão salto eu.” Em resposta, o judeu teria dito: “Salto e o porto será meu.”

Lenda ou não, o fato é que aquele porto, pela coragem de um marinheiro israelita, acabou por receber a denominação de Porto Judeu. Da mesma forma que agora, pela coragem de investidores israelitas, a cidade do Porto está se encaminhando para se tornar um Porto dos Judeus.

ANDS | ZAP | DN

1 resposta »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s