Breaking News

PRESO O AUTOR DOS ATENTADOS

ESTÁ DETIDO O SUSPEITO DOS ATENTADOS EM BRUXELAS

CORREÇÃO (12H40 Horário de Bruxelas): AUTORIDADES BELGAS NÃO CONFIRMAM IDENTIDADE DO HOMEM PRESO.

Estaremos atentos ao desenrolar dos acontecimentos.

O jornal belga La Dernière Heure (“Última Hora”) informou na manhã de hoje que Najim Laachraoui estaria preso. Ele, juntamente com os irmãos Khalid e Ibrahim el Bakraoui, os dois homens-bombas que fizeram-se explodir na manhã de ontem, são os responsáveis pelos atentados que levaram terror e pânico à capital belga.

preso

Foram identificiados os três suspeitos dos atentados de Paris. O homem procurado pelas autoridadades belgas após ter sido filmado pelas câmaras do aeroporto, Najim Laachraoui, teria sido detido em Anderlecht, afirmou o jornal belga DH.

Laachraoui, de 24 anos, está sendo procurado pelas autoridades desde segunda-feira. O seu DNA foi encontrado nos apartamentos utilizados para a preparação dos ataques de Paris, onde ele teria ajudado no planejamento dos atentados e no preparativo dos explosivos.

Os dois homens-bomba responsáveis pelo atentado no aeroporto de Bruxelas são os irmãos Khalid e Ibrahim el Bakraoui, de 27 e 30 anos respectivamente, informou a emissora de TV RTBF.

Os dois irmãos tinham ficha criminal e eram procurados pela polícia. Ibrahim el Bakraoui foi condenado em 2010 pelo tribunal de Bruxelas depois de ter disparado, com uma Kalashnikov, contra a polícia. Este atentado aconteceu no dia 30 de Janeiro daquele ano quando, depois de um assalto, Ibrahim disparou diversas vezes contra agentes da polícia, tendo ferido um deles. Foi condenado a nove anos de prisão. Em 2011, o seu irmão, Khalid el Bakraoui, foi condenado a cinco anos por vários assaltos, mas cumpria a pena em liberdade condicional, uma alternativa de pena possível na Bélgica.

A RTBF informa ainda que Khalid el Bakraoui, com um nome falso, alugou o apartamento no bairro de Forrest, na capital belga, onde a polícia matou um atirador na semana passada. Na altura, as autoridades descobriram no local uma bandeira do Estado Islâmico (EI), uma arma de fogo, vários explosivos e impressões digitais de Salah Abdeslam, o principal suspeito dos atentados de Novembro de 2015, em Paris, e que foi preso dias depois.

Os dois irmãos são também suspeitos de terem alugado, com nome falso, um apartamento em Charleroi, no Sul da Bélgica, onde dois terroristas se reuniram antes de partirem para Paris, em Novembro, com o objetivo de participarem dos ataques que mataram 130 pessoas.

A RTBF informa também que um dos irmãos, el Bakraoui, teria fornecido armas e munições para os terroristas responsáveis pelo tiroteio que aconteceu na zona dos bares e da casa de espetáculos Bataclan, em Paris.

Depois de ontem, quando a área de embarque do aeroporto de Lisboa foi evacuado por causa de uma mala suspeita, o mesmo aconteceu hoje no aeroporto de Toulouse, na França. Algumas áreas do aeroporto foram evacuados para uma “inspecção de segurança”, após ter sido descoberto um pacote suspeito, segundo informações da AFP. A evacuação começou por volta das 7h da manhã locais (3 horas da manhã em Brasília), e as autoridades francesas estão verificando a situação.

Conversei com um português que têm negócios na Suíça, e que chegou ontem para as festas da Semana Santa, e ele relatou-me o ambiente de tensão em que se encontra neste momento os aeroportos da região.

Um jovem que voltava de Dresden disse-me que por pouco não desembarcou em Bruxelas, uma vez que o voo low-cost que havia tomado esteve prestes a ser desviado para aquele aeroporto. O piloto depois foi informado que deveria evitar a escala, sem informar aos passageiros o que se passava.

O primeiro-ministro francês, Manuel Valls, afirmou na manhã desta quarta-feira que é necessário “reforçar o controle das fronteiras externas” da União Europeia, considerando que a Europa “fechou os olhos” às “ideias extremistas do salafismo”. “É urgente adotar o PNR [acrônimo de Passenger Name Record, um programa de vigilância de passageiros aéreos]. Estas são as propostas francesas para os próximos meses”, declarou Valls à rádio francesa Europe 1.

Está marcado um minuto de silêncio para as 12h em Bruxelas (8h de Brasília) em homenagem às vitímas dos atendados deste fatídico 22 de Março.

ANDS | DH.BE | PÚBLICO

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s