Curiosidades

FRUTAS E LEGUMES MADE IN ISRAEL

A INOVADORA AGRICULTURA ISRAELENSE

Da próxima vez que comer algo saboroso ou inovador fique atento, pois pode ser que você esteja diante de uma fruta ou de um legume que contenha vestígios das hábeis mãos de algum judeu.

Mercado Israelense

Produtos que estão nos mercados de Israel hoje, poderão estar na sua mesa amanhã.

UMA HISTÓRIA FUNDAMENTADA NA AGRICULTURA

Desde a primeira metade do século 20, os agricultores israelense vêm realizando verdadeiros milagres. Quando retomaram a posse de sua Terra, em 1948, os judeus encontraram um país destruído, afundado em fétidos charques de um lado e com o solo extremamente degrado no outro. Lançando mão de agrupamentos sociais ou empreendedores, os kibbutizim e os moshavim, muitos daqueles pioneiros se propuseram a inovar a cultura de frutas e hortaliças à partir da já prodigiosa natureza criada por D’us. Desde então, novas variedades de vegetais, de abóboras coloridas a pimentas sem sementes, foram literalmente “desenvolvidas” em Israel visando alcançar o mercado global.

Canteiro de mudas num kibbutz

O que começou como agricultura de subsistência logo se tornou uma poderosa ferramenta econômica sendo que hoje Israel exporta mais de 2 bilhões de dólares por ano em alimentos hortifrutigranjeiros. Na lista dos produtos exportados o tomate é o campeão, sendo que as variedades israelenses são mais vistosas, gostosas, resistentes e nutritivas do que os similares produzidos em outros países.

De acordo com Harry Paris, cientista sênior da Organização de Pesquisa Agrícola do Volcani Institute, mantida com verba do governo, uma das primeiras histórias de sucesso da área foi o pepino Alfa Beta, sem sementes e reforçado, que passou a ser produzido em 1936. Seus descendentes, espalhados pelo mundo, continuam a se multiplicar. Os melões Yoqne‘am e Ha‘Ogen surgiram na década de 1950 e também estabeleceram um padrão internacional.

“O pepino e os dois tipos de melões tiveram um grande impacto internacional”, conta Paris. “A qualidade desses produtos inspirou melhorias sucessivas por geneticistas israelenses. Hoje, existe uma incontável variedade desses produtos que foram criados por outros profissionais israelenses.”

Por diversas razões, que fogem ao desejo dos pesquisadores israelenses, hoje é mais fácil consumir uma dessas frutas ou legumes plantados nos EUA ou no Brasil do que oriundos da terra onde eles foram desenvolvidos. A escassez de terras inviabiliza culturas em larga escala o que faz com que Israel exporte mais know-how do que o produto propriamente dito.

Independentemente de onde tenha sido plantado ou colhido, a inovação Made in Israel estará presente em cada mordida de muitos dos seus frutos ou legumes preferidos. Conheça agora um pouco mais dessa prodigiosa revolução judaica. E da próxima vez que você comer algo saboroso ou inovador, quem sabe se não venha a perguntar se não há ali vestígios das mãos calejadas de algum judeu kibbutizim.

VEJA AGORA ALGUMAS DAS MAIS SABOROSAS INOVAÇÕES MADE-IN-ISRAEL

Galia Melon

O Melão Galia, lançado no mercado em 1974 pelos seus criadores, Zvi Karchi e Anneke Govers, tornou-se um sucesso multimilionário internacional. Descendente do Ha‘Ogen, o melão Galia saiu-se bem no mercado por ter aparência, cheiro e sabor extremamente agradáveis.

Spaghetti squash

A Abóbora Espaguete Orangetti, atualmente a única abóbora espaguete vendida em Israel, é uma abóbora cujo conteúdo interior, depois de cozido, assemelha-se impressionantemente a um prato de massa. Foi o primeiro vegetal híbrido israelense cultivado nos EUA com seu próprio nome. Sua intensa cor de laranja torna o produto mais vistoso, mais gostoso e mais rico em betacaroteno e outros antioxidantes do que qualquer outro alimento similar. A abóbora Orangetti começou a ser desenvolvida em 1979, mas chegou ao mercado apenas em 1986.

Mango Nectarine

A Nectarina-Manga, da Ben Dor Fruits & Nurseries tem o formato de um coração e uma casca muito macia. A fruta levou 10 anos para ser aperfeiçoada e hoje encontra-se disponível não apenas em Israel mas também no Reino Unido e na África do Sul. A Ben Dor também produz frutas híbridas como a Plumegranada, que é uma ameixa com cor de romã, uma outra ameixa no formato de limão e o Pêssego Pita entre outros.

Angello peppersA Angello foi a primeira pimenta sem semente desenvolvida em todo mundo, chegando inclusive a ganhar o Prêmio de Inovação Fruit Logistica de 2012. O desenvolvimento da minipimenta sem semente começou em 2007 através de pesquisas da empresa Zeraim Gedera e além de Israel é também cultivada na Espanha.

O Pomelit, um fruto híbrido de pomelo com toranja, é outra inovação da Ben Dor. Comercializado no exterior como Sweetie, essa fruta suculenta é mais doce e menos ácida do que a toranja e é menor e mais fácil de descascar do que o pomelo. Além disso, o Pomelit israelense age comprovadamente na diminuição do colesterol ao mesmo tempo em que aumenta a atividade dos antioxidantes no organismo.

Manjericão

O Manjericão Hishtil, uma inovação da empresa Hishtil, é uma árvore em miniatura, uma novidade para solucionar o problema de ciclo de vida curto desta especiaria. Combinando dois tipos de manjericão, a Hishtil chegou a uma variedade reforçada que cresce com um tronco rígido e gera folhas aromáticas mais resistentes. A planta pode crescer ao ar livre em climas mais quentes e ser levada para dentro de casa no inverno.

A Abobrinha Goldy foi desenvolvida por Harry Paris do Volcani Institute e lançada no mercado em 1983. “É a abobrinha amarela mais bonita do mundo e continua vendendo bem 30 anos depois,” afirma Paris. A Goldy não só é bastante popular pela sua aparência como a cor amarela brilhante a torna menos úmida e com sabor mais intenso do que as abobrinhas similares.

Summer Squash

A Abobrinha Bolota TableSugar, lançada pela Volcani em 2007 e comercializada pela Origene Seeds, é uma versão mais enrijecida deste vegetal. Ela tem duas vezes mais açúcar do que a abóbora bolota normal e metade do seu tamanho, apresentandfo uma casca escura que aumenta a vida útil e o sabor. A Volcani investiu 12 anos no desenvolvendo desta abóbora que pode ser armazenada por vários meses, o que faz com que se torne mais açucaradas. Além do mais, a TableSugar é imune a diversas degenerações que afetam as abóboras à medida que estas envelhecem.

Anna AppleA Maçã Anna, desenvolvida pelo horticultor Ephraim Slor do Volcani Institute, recebeu esse nome em homenagem à filha do pesquisador. Trata-se de uma fruta doce e deliciosa que se adapta ao cultivo em áreas em que as temperaturas no inverno são mais amenas. A maioria das variações de maçãs precisam do frio intenso para florescer, mas a maçã Anna amadurece no início do verão e cresce plenamente em climas como os do Egito, do sul da Califórnia, do Texas e do Brasil.

A Nano Melancia, uma fruta mais doce do que a original, com uma cor levemente diferente e com peso que não passa os três quilos, é um produto resultante de três anos de pesquisa do Dr. Eyal Vardi, CEO da Origene Seeds. A Hishtil Nurseries juntamente com Itay Gal, produtor de Moshav Ein Yahav, cultivaram as primeiras unidades ainda na fase de teste e a fruta já é um sucesso em Israel.

Truss tomatoes

Os Tomates Truss são muito comuns na Europa, América do Norte, Japão e Israel, onde foram viabilizados pela introdução de genes que expandem a sua vida útil. Este tipo de tomate foi desenvolvido pela Hazera Genetics em colaboração com o BonTom, um grupo que desenvolve e pesquisa vegetais na Universidade Hebraica. Os cientistas do BonTom estão também por trás de outros avanços na criação do tomate, incluindo alguns tomates-cerejas mais doces e com via útil maior, que lançados em 1990.

Black Galaxy tomatoes

Por fim, destacamos uma das maiores estrelas da moderna agricultura israelense que é o Tomate Black Galaxy. Apresentado aos consumidores internacionais no início de 2012, o fruto que passou a dar um toque clássico às saladas foi desenvolvido pela Technological Seeds com um pigmento derivado dos mirtilos. O Black Galaxy não tem apenas a aparência exótica, mas também contém concentrações de vitamina C mais altas do que os tomates comuns.

FONTE: ISRAEL21c

9 respostas »

  1. Ohhhh…demais !!!! Eu tenho tanta vontade de provar as laranjas de Israel!!! Esta matéria está maravilhosa, querido irmão Roberto!!! Colírio para nossos olhos!!!! O Eterno D’us te abençoe com muitas, muitas bençãos…principalmente Saúde!!!! Shalom!!!!

    Curtir

  2. E eu que sou quase uma viciada em tomates, fiquei aqui salivando de vontade de comer o tomate truss e esse black Galaxy traria mais charme e sabor numa salada bem sortida. ham ham ham.

    Bençãos de D’us sobre Israel.

    Fabiana

    Curtir

  3. Shalom, amados!
    Gente, colírio é para a visão e precisamos de algo que inclua o paladar para contar a história.O fato é que estive em Israel no mês passado durante 09 dias e voltei chorando, literalmente, já sentindo saudades. É impossível descrever este país, por mais que eu tente, não consigo palavras para expressar minha gratidão a Deus pelo privilégio de pisar o solo santo. Em todos os lugares nos quais pus meus pés, senti Deus ali com Suas mãos abençoando a tudo e a todos! Quando saí de Jerusalém pela última vez (estive lá três vezes), chorei como que deixando alguém mui amado para trás…
    Sobre os alimentos, tenho uma alergia que me impede de ingerir quase tudo do que gosto, pois têm tanto agrotóxico e conservantes! Mas acreditem, comi tudo o que puseram à mesa e nada me fez mal. As ervas, os aromas e os sabores diversos, não só os percebi como também os comi, graças a Deus! Sei que depois de Israel só o céu!!!

    Curtir

  4. Passeando pelo país de Israel , vi perto das rodovias varias lavouras bem cuidadas pelos os Israelense. Gostei muito deste país maravilhoso.Amei em
    conhecer Israel. Um abraço a todos os povos desta terra.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s