Antisemitismo

ESTILISTA ANTISSEMITA?

ESTILISTA DA CHRISTIAN DIOR É PRESO E DESTITUÍDO DO CARGO

Provocações a um casal judeu teria motivado detenção e posterior demissão.

Num comunicado emitido pelo diretor executivo da Dior, a marca afirma: «Temos tolerância zero para com qualquer comportamento de carácter racista», motivo pelo qual John Galliano foi suspenso do cargo de estilista que desempenha há uma década.

Uma semana antes de apresentar a sua última coleção para a Dior, na semana da Moda de Paris, Galliano foi preso depois da polícia francesa ter sido chamada a um bar onde o estilista teria insultado, com comentários antissemitas, um casal que lá se encontrava.

A estrela da Dior, foi então levada para a delegacia e submetida ao teste do álcool, que revelaria uma taxa acima do limite permitido por lei. De acordo com a agência Reuters, depois do inquérito a que foi sujeito, John Galliano foi acompanhado até sua casa por agentes da polícia.

Em comunicado oficial a Christian Dior afirmou: «Enquanto não se esclarecer o conteúdo das afirmações, a Christian Dior suspende Galliano das suas responsabilidades».

Quanto ao desfile de dia 4 de Março, na semana da Moda de Paris, o porta-voz do grupo recusa-se a comentar se decorrerá como planejado ou não

COMPORTAMENTO ELOGIÁVEL

Numa época em que as empresas cedem à pressões diante do famigerado movimento Boycott Israel, o comportamento da Christian Dior é louvável.

A Europa tem feito concessões demais às pressões esquerdistas e árabes nesta primeira década do Século XXI. A atitude da Dior mostra que não se deve temer enfrentar boicotes, desinvestimentos e sanções se a ética estiver em cheque.

John Galliano tem origem pobre e não há histórico de comportamento socialmente reprovável do estilista. Também nunca se registrou episódios de racismo protagonizado por ele. Esta é a razão pela qual pessoas mais próximas estão surpresas com este acontecimento. Pode até ser que tudo não passe de um grande equívoco e ele seja reintegrado aos quadros da Dior. Mas, a atitude rápida da direção da grife já é um marco na história do combate ao antissemitismo. Um brinde à Dior.

No vídeo abaixo, veja a última Coleção Infantil Outono Inverno da Mansão Dior. Roupas comportadas inspiradas no clássico Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll.

2 respostas »

  1. Temos que parabenizar a Christian Dior por esta digna atitude, cada vez mais rara neste mundo cruel e hipócrita. Infelizmente as grandes corporações são reféns desta guerra suja que é o Boycott Israel. E as autoridades dos países que hasteiam a bandeira da liberdade, que deveriam proteger as pessoas e empresas do bem, estão enfeitiçadas pela magia da Jihad. Bem amigos, diante dos acontecimentos eu tenho uma indagação: Nestes dias, com protestos no mundo islâmico onde já morreram mais de 1000 pessoas, cadê o grupinho de salvação do mundo, promovido pela Sra. Iara Lee, com apoio dos Direitos Humanos da ONU, para ir lá levar ajuda, salvar aqueles desafortunados e mostrar ao mundo as atrocidades acontecidas? Será que eles não estão vendo o grito dos inocentes?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s