Notícias

SUCESSÃO DE MUBARAK

O JOGO CONTINUA

Para entender o que acontece – e acontecerá – no Egito.

O Mohamed que vai suceder o Muhamad que sucedeu o Muhammad

Por enquanto – e somente por enquanto – a situação do Egito não representa riscos para o distante e civilizado mundo ocidental e para o próximo e civilizado Estado de Israel. Mais que mero “bom senso”, o que pesou mesmo na escolha do sucessor de Hosni Mubarak foi o bolso.

Mohamed Hussein Tantawi, Marechal do Exército, Ministro da Defesa e Chefe do Conselho Superior Militar do Governo de Mubarak é o novo líder egípcio. A posição de expectador assumida pelo Exército desde os primeiros dias de manifestação anti-Mubarak mostra que os EUA não apenas acompanhava o desenrolar dos fatos como, provavelmente, assessorava os comandantes militares. Menos mal. Não fosse assim, estejam certos de que a carnificina seria inimaginável.

Depois da renúncia desta sexta-feira, o próprio Mubarak orientou que o Conselho Superior Militar assumisse “as tarefas do país”. Depois disso, o marechal Tantawi passou a bordo de um veículo em frente ao palácio presidencial, cumprimentando a multidão. Mas, como conhece bem a História do seu país, embora usasse um veículo civil para se deslocar, não dispensou a escolta de dois outros automóveis cheios de guarda-costas.

A precaução de Tantawi justifica-se pelo que aconteceu com o antecessor de Hosni Mubarak. Em 19 de Novembro de 1977, Muhammad Anwar Al Sadat surpreendeu o mundo árabe ao ser o primeiro líder islâmico a visitar oficialmente o Estado de Israel. Na visita histórica, Sadat encontrou-se com o primeiro-ministro israelense Menachem Begim e falou perante o Knesset em Jerusalém. Para os árabes a visita foi duplamente condenável. Primeiro pela visita em si, pois significava que um líder árabe reconhecia a instituição do Estado de Israel. Segundo porque Sadat discursou em Jerusalém, assumindo que a Capital Israelense é a Cidade de David, fato refutado pelos árabes, que reconhecem Tel Aviv como “capital sionista”.

A aproximação de Anwar el Sadat com Israel resultou em quatro fatos históricos marcantes. 1. Em 1978 foram assinados os Acordos de Paz de Camp David; 2. Sadat e Begin receberam o Prêmio Nobel da Paz; 3. Sadat foi assassinado por elementos da mesmíssima Irmandade Muçulmana de hoje; 4. Com o assassinato do Presidente o vice assumiu o Governo. Seu nome? Muhammad Hosni Said Mubarak.

Um Muhammad (Sadat) sucedeu um Muhamad (Mubarak) que será sucedido por um Mohamed (Tantawi). Esta é a sina do Egito.

A IMPORTÂNCIA DOS EUA

Play continues!

Mohamed Tantawi esteve em contato com o secretário de Defesa dos EUA, Robert Gates, cinco vezes desde que a atual crise começou. Os laços bilaterais Egito-EUA são antigos e importantes para ambos os paídes. Washington fornece cerca de US$ 1,3 bilhão em ajudas militares por ano para o Egito. Sem esta ajuda, as tropas egípcias estariam em frangalhos.

Como os demais países árabes tem apenas “discurso” e dificilmente estariam dispostos a investir no Egito, é provável que os militares que hora assume não embarquem em nenhuma aventura instigada pelo fundamentalismo islâmico. Por enquanto, pois nos bastidores Mahmoud Ahmadinejad e o grupo terrorista Hamas trabalham para transformar o Oriente Médio num barril de pólvora e, claro, se unem na luta pela aniquilação do Estado de Israel.

ASSASSINATO DE ANWAR EL SADAT

Veja no vídeo abaixo a cobertura histórica do atentado terrorista que a Irmandade Muçulmana perpetrou contra o Palanque onde estava o Presidente do Egito Anwar Sadat.

Um testemunho pessoal: Lembro-me bem destes dias. A Rede Globo fez um Globo Repórter Especial mostrando a trajetória de Sadat, a posse de Mubarak e as perspectivas para o Oriente Médio. Lembro-me ainda que estava caminhando pela Avenida São João, em São Paulo, quando o dono de uma banca recebeu um pacote da extinta revista VISÃO. Assim que ele abriu a embalagem comprei um exemplar assim que curiosamente tinha duas capas. Como já estava impressa a edição da semana quando Sadat foi assassinado, foram enxertadas algumas páginas extras e uma sobrecapa foi colocada sobre a original.

Outra curiosidade: A extinta revista pertencia ao Grupo Maksoud, dono do legendário Hotel Maksoud de São Paulo. Seu Diretor Fundador é o empresário árabe-cristão Henry Maksoud.

Há trinta anos, sentado no famoso Bar Brahma, acompanhei uma Revolução Egípcia. Hoje, em trânsito pela Europa, acompanho outra revolução. Não sou profeta mas arriscarei uma profecia: Diversos cartazes erguidos na Praça Tahrir diziam “Mubarak, Game Over!” (“Mubarak, o jogo acabou!”). Pois eu profetizo: “Friends, The Game Continues!” (“Amigos, o Jogo continua!”).

Categorias:Notícias

2 respostas »

  1. O JOGO CONTINUA
    Para entender o que acontece – e acontecerá – no Egito
    Já alertei, que o Governo da casa branca já não é o mesmo em cooperação com os seus aliados. Temos visto desde a chegada do Governo Obama, um abandono de todos os países aliados e suas políticas e uma procura sistemática em fazer acordos com os outrora inimigos da casa branca e Israel. Primeiro foi aquela crise em Honduras, quem não se lembra, o Brasil através do governo Lula’s bancando o papel de “bobo da corte”. Depois teve tantos episódios no Oriente com Israel, e a América sempre acenando para os seus inimigos históricos. Depois foi aquele acordo de dar nojo, Brasil/Turquia/Irã. Mas esta já esperavamos dentre os desdobramentos com o Irã/Arábia Saudita em sua busca da liderança de Islã no oriente. “Friends, The Game Continues!” Amigos o jogo está a 1/0 para o mal operar. A América tem derramado seu sangue e tesouro em combater o terrorismo. Mas agora o Governo Obama esta namorando com os terroristas e abandonando os amigos da liberdade. A casa branca está de mãos dadas com a Irmandade Muçulmana em um novo governo egipsio, dinheiro do contribuinte americano agora para bancar o mais antigo grupo terrorista que ajudou a lançar Bin Laden em sua missão assassina. É incrivel como o governo Obama mudou até a nomenclatura de “terroristas islâmicos” para dizer que a “Jihad” pode ser uma coisa boa do Hesbolah, se for feita por pessoas moderadas. A busca pela paz está cada vez mais distante com esta fraqueza do governo Obama’s, que agora vai gerar ainda mais violência contra Israel, América e os seus aliados. Sempre me fica uma dúvida? Será agora que a profecia de Yieshayáhu/Isaias 19,2e4 que diz; “Porque farei que levante egipsio contra egipsio…” “Entregarei os egipsios nas mãos de um senhor duro, e um rei rigororo os dominará, diz o grande YHWH.” Que O Eterno lhes exalte e bendiga!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s